O pecado que tão de perto nos rodeia: uma reflexão sobre a luta diária do cristão

“Portanto, nós também,pois, que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo embaraço e o pecado que tão de perto nos rodeia e corramos com paciência, a carreira que nos está proposta. Hebreus.12:1”






Davi desfrutou um relacionamento especial com o senhor desde a sua juventude, mas no momento que escreveu o salmo 51, estava consciente de ter cometido pecado e que era necessário reatar sua comunhão com Deus.


O pecado tira a visão espiritual. Começamos olhando de longe, depois, não conseguimos mais parar. Somos atraídos coma a presa é a traída pelo caçador. A isca está diante dos nossos olhos e ficamos tão perplexos com a possibilidade de agarra-la que não olhamos em volta, não conseguimos ver o perigo que nos rodeia. A cegueira espiritual acontece quando nos descuidamos da meditação da palavra e da oração. Até fazemos nosso ritual, mas tudo se reduz a práticas fazias sem reflexão.

Quando não cuidamos do nosso relacionamento com Deus, pequenas sujeiras vão se acumulando dentro de nós. São tão pequenas que não conseguimos perceber. Ao longo dos anos essas fagulhas de pecado vão se acumulando, minando o nosso santuário espiritual. Tornamo-nos orgulhosos e criamos nossa própria verdade.

O que parecia pecado já não é mais tão pecado, Passamos a dormir com o lobo. Antes, parecia tão feroz, tão terrível! O lobo agora é um cãozinho que pode ser domesticado. Ele entra na casa quando quer, deita na cama, come na mesa com a nossa família e passa a nos acompanhar em nossos compromissos diários. Achamos que podemos viver desta forma e aceitamos que o perigo fique perto de nós.

 Ao decidir pelo pecado a falta de paz invade a alma, não conseguimos reagir, não sabemos o que fazer. As pessoas tentam se enganar achando justificativas para o erro. E dizem “a situação estava insuportável, não tinha como ser diferente”. Os dias passam e estamos tão ocupados com nossos projetos pessoais que não queremos pensar em algo que nos traga desconforto mental.

Não farei novamente! Esse pensamento vem à mente para nos tranquilizar em relação à atitude errada. Seguimos em frente e tudo parece resolvido. Um dia o pecado volta a nos atacar...
O inimigo sabe onde somos mais vulneráveis. Queremos fugir por um momento. A mente é duramente atacada por pensamentos errados e isso permanece por algum tempo. Não queremos errar, mas o pecado nos deixa encurralados, não tem saída! Quando decidimos que nós mesmos é que vamos resolver a situação, nos tornamos escravos dos nossos erros. O espirito santo não poderá agir em nossas vidas a menos que nos arrependamos sinceramente.

“Não consigo mais suportar a culpa” frases como essas veem a mente diariamente. Após anos deixando que as coisas aconteçam de qualquer jeito em nossas vidas, então descobrimos que estamos cansados. O pecado se tornou um fardo muito pesado e não podemos mais carregar. Queremos nos livrar dele, mas parece pegajoso e grudento. Quando nos esforçamos para arranca-lo das nossas vidas ele volta com mais ímpeto e gruda muito mais forte.

Quando pensamos no que causou o nosso afastamento de Deus achamos sempre um culpado. Sempre existe alguém para ser colocado como causador de nossa ruína espiritual. Neste momento podemos desenvolver o ódio e o rancor. Sentimos raiva do mundo e da situação que ocasionou a queda. Devido a isso, nosso fardo tende a crescer e nos deixar mais cansados e sem esperança. Ainda conseguimos caminhar por um tempo, mas não por muito tempo.

Admitir o erro não é fácil, mas é o primeiro passo pra sairmos da situação problema. A palavra de Deus diz em Tiago 4.8“chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Limpai as mãos, pecadores; e vós de duplo ânimo, purificai o coração.” Precisamos apressadamente correr para Deus e buscar o seu perdão. Ele nunca vai nos abandonar, mesmo que a sombra da escuridão esteja sobre as nossas cabeças, Deus estará sempre disposto a nos ouvir. O inimigo tenta nos dizer que quando pecamos não somos dignos de voltar pra Deus. Isso é uma mentira! É mais uma artimanha demoníaca de enganar aqueles que se encontra em desespero. Corra pra Deus ainda há tempo!

O segundo passo é confissão dos pecados, em 1 João 1.19 está escrito “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos  pecados e nos purificar de toda injustiça.”   Jesus Cristo pagou um alto preço por nossas vidas através de seu sacrifico na cruz do calvário, ele  tem todo poder de perdoar pecados e nos libertar das amarras de Satanás. Ele é o único que pode restaurar a paz no coração do homem pecador, mas é preciso que haja reconhecimento e confissão de culpa, isso demonstra, que o ato de voltar pra Deus está sendo feito de forma verdadeira e pensada. A reflexão interior é importante, pois devemos ter consciência da gravidade do afastamento de Deus e de quanto o Espirito Santos se entristece, e se distancia do homem pecador. Efésios 4: 30 “Não entristeçam o Espirito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção”.

Feito isso, o crente que em outro momento sofria por sente-se abatido e afastado da comunhão com Deus, desfruta agora de paz verdadeira. “E a paz de Deus, que excede todo entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus” Filipenses 4.7. Uma paz que é resultado da verdadeira aproximação com Jesus, e que o mundo não pode oferecer ao ser humano. Se Cristo não nos mostrar o caminho, se ele não estiver no centro de nossas vidas, jamais poderemos desfrutar deste benefício. Meu caro leito ou leitora, se você se encontra em situação semelhante, não vacile! Não demore mais um segundo para se chegar a Jesus. Não deixe que a situação se prolongue, se você sentir que não está desfrutando mais da paz de Jesus Cristo e não tem mais certeza da salvação. Faça essa oração.

Meu Deus e meu Senhor, agradeço pela oportunidade de falar contigo nesta hora. Peço perdão pelo erro que cometi, e que tu conheces bem, por que nada é oculto a teus olhos. Confesso a ti os meus pecados e te peço que não me deixe ser envergonhado diante do mundo. Sou cristão e conheço a verdade, mas não tenho te servido como servo fiel. Agora Jesus, apaga minhas culpas e me faz sentir o teu perdão regenerador novamente. Que a alegria da salvação possa encher o meu interior, e que daqui pra frente, eu seja mais que vencedor, pelo poder do teu nome, que é sobre todo o nome. Amém!

Parabéns! você fez a escolha certa.


A VITÓRIA É NOSSA EM NOME DE JESUS!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

-- OBRIGADA PELA VISITA, DEIXE SEU COMENTÁRIO.
-- SE FOR REBLOGAR DÊ OS DEVIDOS CRÉDITOS.
-- SE GOSTOU DO BLOG SIGA-O (É SÓ ENTRAR COM A CONTA DO GMAIL)
-- SIGA O BLOG TAMBÉM NO TWITTER E NA FANPAGE.
-- AJUDE A DIVULGAR A MENSAGEM DO EVANGELHO.

UM ABRAÇO FIQUEM COM DEUS;